Olá! Me chamo Luís e você? Seja muito bem vindo, aqui neste singelo espaço, você encontrará várias histórias e lendas, antigas e atuais da nossa bela Laguna





Foto: Elvis Palma | A tradição da pesca artesanal (Molhes da Barra)

7 de julho de 2013

01 - A descoberta e a fundação de Laguna

Na primeira história conheça a descoberta e a fundação de Laguna:
( Atualizações em 8 de julho, 17 de setembro e 14 de outubro de 2013 //// Será atualizado em breve )

Domingos de Brito (Acervo Antônio Marega)

Tão logo feita a descoberta destas terras, onde nós estamos hoje, os portugueses, trataram de desbravar nosso país, então assim surgiu, a figura do Bandeirante, que organizavas bandeiras para desbravar e descobrir terras pra coroa portuguesa, e assim em 1676, chegou um bandeirante as terras que hoje chamamos de Laguna, mais e antes deles alguém esteve aqui? Saiba Mais:

Nos idos do Século XVII, o 'Brasil' era dividido em dois 'brasis' um Português já desbravado e um Espanhol sem muitas povoações e pouco desbravado. O Brasil do Século XVII era dividido pelo Tratado de Tordesilhas, e essa linha passava exatamente em Laguna (a história do Tratado e a relação com Laguna, conto mais à frente).

Quase no fim do Século XVII, o bandeirante vicentista Domingo de Brito Peixoto, organiza, em 1674, uma expedição marítima, para desbravar terras ao sul do Brasil (e da linha do Tordesilhas), e chega então em Laguna, porém fracassa na expedição, não conseguindo fazer muitas descobertas. 

Estátua do Fundador
 (Imagem cedida por Elvis Palma)
Ele volta para Santos e junto de seu filho Francisco de Brito Peixoto parte numa nova expedição desta vez por terra, para ir novamente a terra visitada por ele alguns anos antes, e assim chegam em Laguna em 1676, e junto de seus escravos, funcionários e imigrantes açorianos, travam batalha com os 'gentios' que viviam na terra, a expedição prende os 'gentios' além de onças e tigres que aqui viviam, e com a morte do capitão Domingos, a conclusão do processo de fundação de Laguna, fica a cargo de seu filho: Francisco de Brito Peixoto, que logo começa a construir as casas para os morados da 'VILA DE SANTO ANTÔNIO DOS ANJOS DA LAGUNA', e ainda trata de construir uma edificação especial que esteve presente em todas as cidades do ocidente quando foram fundadas, uma Igreja em homenagem à Santo Antônio dos Anjos, que se tornou anos mais tarde o padroeiro da vila.

Após, ser fundada, Laguna entra para o mapa do Brasil, sendo um importante ponto de apoio da coroa, já que seu porto servia para atracar as embarcações portuguesas e dali também partiam expedições para desbravar outras terras que depois se tornaram, cidades importantes como Vila Nova (Imbituba), os municípios que fazem parte da Amurel, e também a cidade de Porto Alegre dos Casais. 

Domingos de Brito Peixoto, ganhou uma estátua em sua homenagem nos anos 90.

Outros fatos da época, que não podemos esquecer:

*Laguna, consegue 'status' de Vila em 1714 (sendo instalada em 20 de janeiro de 1720), recebeu o 'status' de município em 1847.
*Em 1725, parte de Laguna, à mando do Capitão-Mor de Laguna, Francisco de Britto Peixoto, e liderada por João de Magalhães genro de Francisco, uma expedição para a conquista das terras onde hoje está situado o Estado do Rio Grande do Sul.
*Em 1696, é concluída a Igreja Matriz de Santo Antônio dos Anjos da Laguna.
*O Centro Histórico da cidade, mantém até hoje as características daquela época. 

Veja Também:
Notícias da Fundação de Laguna - Página do site Lagunista, excelente para quem quiser saber mais informações da Fundação da cidade

Referências:
Publicações
*DALL'ALBA, João Leonir. Laguna antes de 1880: Documentário. Florianópolis. 1979. Lunardelli/Udesc

Base Eletrônica de Dados:
*WIKIPÉDIA. Anita Garibaldi. - <Disponível aqui>
*BULLOS, Jacqueline Aisenman. Site Lagunista - História e Fatos de Laguna. - <Disponível Aqui

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, leitor! Tem alguma coisa à dizer?
Seu comentário será sempre bem vindo!
Peço gentilmente que o autor do comentário se identifique.

Copyright © Blog As Mil e Uma Histórias de Laguna | Direitos Reservados à Luís Claudio Joaquim Abreu

Design original: Anders Noren | Editado por LUCLA